História

A IMM anunciou em abril de 2012 a aquisição da data de Memphis, composto por um ATP 500 e um WTA International. Logo após, os conselhos da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) e Women’s Tennis Association (WTA) aprovaram a mudança da data para o Rio de Janeiro. Desta forma, a cidade passou a integrar o exclusivo circuito mundial dos grandes eventos de tênis.

Maior torneio de Tênis da América do Sul, o Rio Open apresentado pela Claro é o primeiro torneiro ATP World Tour 500 da história do Brasil, categoria composta por 13 eventos no mundo e o Rio Open faz parte deste seleto grupo, sendo um dos 22 torneios mais importantes do calendário da ATP. Isso credencia o Rio Open como o maior evento esportivo anual da cidade e um dos únicos torneios ATP 500 de saibro no mundo, junto com Barcelona e Hamburgo.

A 1ª edição do Rio Open foi inesquecível e trouxe para a cidade a paixão pelo tênis. Foram nove dias de jogos emocionantes (a semifinal entre Nadal e Pablo Andujar foi escolhida pela ATP como a terceira melhor partida do circuito em 2014). Com a presença de 150 tenistas, incluindo o então N.1 do mundo, Rafael Nadal, e David Ferrer – na época ocupando a 3ª posição no ranking da ATP –, além dos brasileiros Thomaz Bellucci, Bruno Soares, Marcelo Melo, André Sá e Teliana Pereira, os fãs puderam vivenciar o melhor do tênis das quadras e diversas atrações fora delas.

 

O sucesso de 2014 incentivou o Rio Open a crescer em 2015. A organização investiu R$30 milhões no evento – 20% a mais que no ano anterior – e construiu uma quadra extra, a nona do Jockey Club Brasileiro. Outra quadra se tornou uma atração à parte: com arquibancadas construídas especialmente para os treinamentos, por ali bateram bola as maiores estrelas da competição sempre com um bom público tentando chegar mais perto de seus ídolos para tirar uma foto ou pegar um autógrafo.


A edição de 2016 foi marcada por um time de estrelas, do primeiro escalão do tênis mundial, entre eles estavam Rafael Nadal, Jo-Wilfried Tsonga, John Isner, David Ferrer, Jack Sock, Dominic Thiem, Fabio Fognini;, Francesca Schiavone e os brasileiros Teliana Pereira, Thomaz Bellucci, Marcelo Melo, Bruno Soares e André Sá, entre muitos outros tenistas. Com a alteração do horário para início das partidas os jogos, que nas edições anteriores começavam de manhã, foram realizados a partir das 14h. 

Em 2017 o Rio Open acontecerá entre os dias 20 e 26 de fevereiro e contará com um novo formato, passando a ser um ATP 500 independente. A decisão faz parte de uma avaliação estratégica da IMM, empresa organizadora do torneio, que almeja crescer o maior evento tênis na América do Sul, proporcionando ainda mais conforto para os atletas e publico. A alteração visa o desenvolvimento orgânico do evento que seguirá sua tradição de trazer sempre os melhores tenistas para a disputa do título no Rio de Janeiro.